(11) 2501-2688 info@bwexpo.com.br Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

O hidrogênio verde terá um papel fundamental e estratégico para a descarbonização da economia mundial. Por isso, está sendo considerado como “a solução” amplamente inserida na matriz energética de diversos países, e utilizada em setores que respondem por uma grande parcela da emissão de carbono no mundo.

Desse modo, por sua importância, a curadora do Núcleo Temático Transformação Energética – Hidrogênio da BW 2020, Monica Saraiva Panik, foi convidada pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha Rio de Janeiro (AHK Rio) para elaboração de artigos para uma iniciativa inédita, chamada de Série Informativa sobre a Estratégia Nacional Alemã para o Hidrogênio.

A série consiste na publicação de 9 artigos, semanalmente, na página específica da iniciativa no site oficial da AHK Rio. Já foram publicados três artigos: Introdução, Metas e Objetivos e Setores Estratégicos. O quarto artigo Plano de Ação: Geração de H2 será divulgado na segunda, dia 10 de agosto.

O primeiro artigo fala das oportunidades que o governo da Alemanha está criando para estabelecer o hidrogênio como uma opção de descarbonização. Ao longo do texto, Monica traz informações sobre a Estratégia Nacional de Hidrogênio (NWS), que criou uma estrutura para promover o investimento privado na produção em escala econômica e sustentável, no transporte e no consumo de hidrogênio verde.

No segundo, Monica aponta os 12 objetivos e metas da NWS, que inclui, por exemplo, a promoção de cooperação global como uma oportunidade. “No nível internacional, a cooperação com potenciais fornecedores contribui para a proteção do clima e cria oportunidades sustentáveis de crescimento e desenvolvimento”, diz o artigo.

Por fim, a curadora da BW 2020 fala no terceiro artigo dos setores estratégicos e prioritários definidos pelo governo alemão para o desenvolvimento de uma economia de hidrogênio verde. Entre os segmentos citados estão o industrial, energético, de transportes e geração de calor, além do foco nas áreas de pesquisa, educação e inovação.

De acordo com Monica, pode-se esperar que a demanda por hidrogênio verde, aquele que é produzido por eletrólise com a eletricidade gerada através de fontes renováveis de energia, aumente significativamente a médio e longo prazo em todo o mundo.

“De acordo com o potencial das tecnologias de hidrogênio, os próximos passos serão agora promover um crescimento real do mercado através do desenvolvimento da economia em escala. Se espera que seja necessário produzir uma grande quantidade de hidrogênio verde para a transição energética, no entanto essa quantidade não será apenas produzida em território alemão porque a capacidade de geração renovável é limitada no país. Desta forma, a Alemanha deve se tornar um grande importador de energia no futuro, e para tanto está construindo parcerias internacionais com foco no tópico “hidrogênio verde”. Vale a pena ler todos os artigos da série!”, finaliza Monica.

Confira os artigos na íntegra: