y

(11) 2501-2688

info@bwexpo.com.br

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
BW - Expo Summit Digital
y

(11) 2501-2688

info@bwexpo.com.br

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

A reciclagem de resíduos de construção e demolição (RCD) é uma prática importante para o meio ambiente, uma vez que contribui para a redução de entulho, promove o reuso de materiais e diminui o impacto ambiental do setor. Nesse sentido, a usina RCD tem um papel fundamental nesse processo, por isso é importante instalar equipamentos para maior produtividade de sua operação.

De acordo com a Abrecon – Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição, são cerca de 350 recicladoras no país, com uma capacidade média de 5.000 m³ por mês. Entretanto, grande parte dessas plantas trabalha com menos de 50% da sua capacidade. Ou seja, em torno de 10% do que é gerado, é reciclado.

O coordenador da Abrecon, Levi Torres, destaca alguns equipamentos importantes para que a operação de uma usina seja altamente produtiva.

Primeiramente, Torres cita a cobertura ou galpão, que contribui para elevar a autonomia da usina RCD, especialmente, em áreas chuvosas. “Se não houver esse equipamento, não será possível produzir agregado reciclado porque o entulho está molhado ou, eventualmente, pode provocar um dano no britador ou entupir a peneira”, explica.

Além disso, o galpão protege a triagem, a britagem e a classificação, auxiliando a usina economizar tempo. “Caso chova uma semana, em uma operação sem cobertura, a usina ficará inoperante por, pelo menos, duas semanas. Isso porque o interior do entulho demora um tempo para secar”, comenta Torres.

Mesa de triagem, recepção e esteira magnética

Em segundo lugar, o coordenador da Abrecon menciona a mesa de triagem, que é imprescindível para operação. A mesa de triagem promove um resultado mais positivo não apenas para a usina, mas também para os aterros e para as Áreas de Transbordo e Triagem (ATT). “Esses empreendimentos precisam triar os resíduos, antes de aterrar (aterros) ou destinar para seus respectivos recicladores (ATTs e usinas)”.

Outra área importante é a recepção de resíduos, que pode, conforme releva Torres, ser construída junto à administração. Nesse local, recebe-se as cargas de resíduos, efetuando a baixa da guia eletrônica ou em papel do Controle de Transporte de Resíduos (CTR).

Por fim, entre os equipamentos para maior produtividade de uma usina RCD está a esteira magnética. Ela é importante para produzir o agregado reciclado de qualidade e, também, para valorizar o resíduo retirado do entulho. “A esteira retira essa sucata (materiais ferrosos), que pode ser encaminhada para comercialização. Com isso, há um resultado positivo para todos: o cliente tem um material melhor e a usina consegue reduzir e vender a sucata”.

Referência: Canal da Abrecon no Youtube – Equipamentos de uma usina de reciclagem de entulho (RCD)

Foto: Agregados online