Apesar de 71% do planeta Terra ser composto por água, a grande maioria (97%) é formada por água salgada, ou seja, imprópria para consumo. Do percentual restante (3%), a maior parte está confinada em geleiras ou indisponíveis para uso. Em resumo, apenas 1% está disponível para ser utilizada. Por isso, esse tema vem sendo tão debatido e, cada vez mais, a sociedade vem exigindo escolhas sustentáveis para a água.

De acordo com a United Nations Water, atualmente, mais de 2 bilhões de pessoas moram em países que vivenciam um alto estresse hídrico. Além disso, cerca de 4 bilhões experimentam escassez severa de água durante pelo menos um mês do ano.

Dessa maneira, a crescente conscientização global sobre a finitude desse recurso natural contribui para uma maior preocupação com as escolhas sustentáveis para a água. Assim, as pessoas começam a se perguntar sobre as coisas que mais utilizam água ou como diminuir o impacto ambiental com a água.

Consumo

De fato, usamos muito mais água do que percebemos. O termo “água incorporada” ou “água virtual” começou a ser utilizado de forma mais ampla para expressar a quantidade de água usada na produção. Nesse sentido, um dos principais setores que utilizam esse recurso natural é a agricultura. Ela consome aproximadamente 70% das reservas de água doce do mundo. Com isso em mente, confira na tabela proveniente do Pacific Institute, uma organização sem fins lucrativos, o consumo de água por cultivo. É possível ver alguns dos alimentos que demandam menos água.

Figura 1. Gráfico representativo da quantidade de água necessária para cultivo de diversas espécies vegetais. Os dados são referentes ao estado da Califórnia, EUA.

Dessa maneira, é importante repensar o uso da água em todos os setores produtivos, mas também é preciso reavaliar a utilização desse recurso natural no cotidiano de cada habitante do planeta. A água é um assunto sério, faça escolhas sustentáveis. Economize. Reuse. Faça a sua parte.

Por Ana Luiza Fávaro

Referência: Tradução livre de https://www.luminultra.com/water-footprints-in-food-production/