y

(11) 2501-2688

info@bwexpo.com.br

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish
BW - Expo Summit Digital
y

(11) 2501-2688

info@bwexpo.com.br

Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

Entre os dias 17 e 19 de novembro, o movimento BW promoverá um grande evento inovador. A programação BW do Núcleo Transformação Energética – Hidrogênio está sendo preparado pela curadora Monica Saraiva Panik. Serão atividades de conteúdo, incluindo workshops, e iniciativas inspiradoras, como o SAE Brasil & Ballard Student H2 Challenge. Para participar, basta se inscrever gratuitamente neste link.

“A programação do núcleo trará o cenário em países líderes na “Transformação Energética – Hidrogênio” como o Japão, os Estados Unidos e a Alemanha”, adianta Monica.

A curadora fará duas apresentações. Primeiramente, mostrará como o Brasil pode ser um dos fornecedores mundiais de hidrogênio verde em grande escala. Em segundo lugar, abordará o Projeto dos ônibus movidos a hidrogênio, implementado de 2006 a 2016 na EMTU/SP. “Trarei depoimentos das pessoas que trabalharam para o projeto”, revela.

Além disso, haverá quatro workshops para os setores de geração de energia elétrica, de mineração, industrial e de resíduos plásticos. Com a finalidade de debater o potencial de produção e consumo de hidrogênio no Brasil, esses workshops terão a participação dos principais stakeholders de instituições governamentais, agências reguladoras, indústria e a academia.

Por fim, um dos destaques do Núcleo será o Challenge, a primeira competição de Baja e Fórmula SAE hidrogênio do mundo. O público terá a oportunidade de conhecer as 8 equipes que estão competindo e acompanhar um Challenge Virtual com os 4 Bajas e os 4 Fórmula SAE elétricos hidrogênio, simulados a partir de dados reais competindo em uma pista real transportada para o mundo virtual.

Motivos para participar

A programação abrangente preparada por Monica, certamente, atrairá um público altamente qualificado e interessado na questão do hidrogênio. Isso porque todas as atividades proporcionarão aos participantes as mais recentes informações sobre esse movimento mundial chamado Transformação Energética – Hidrogênio. “Eles poderão acompanhar os debates sobre como o Brasil pode se beneficiar desse movimento para gerar empregos, desenvolver novas modalidades de negócios e conhecer as novas tecnologias que estão revolucionando todos os setores da economia”, ressalta.

Ademais, os eventos de conteúdo terão a participação de renomados especialistas internacionais. “Conversarei com cada um deles após as palestras para debater os temas relacionados. Assim, o público BW terá a oportunidade de conhecer em detalhes as atividades dos países líderes (Japão, Alemanha e Estados Unidos) para reduzir CO2 e introduzir as tecnologias do hidrogênio em diversos setores”, comenta.

Sobre a competição SAE Brasil & Ballard, o público assistirá aos depoimentos das empresas apoiadoras que doaram componentes e das empresas que aderiram ao programa “Adote uma Universidade”. “Todos acompanharão o sorteio que formará os pares entre cada equipe e cada indústria”, diz Monica. Nesse sentido, a iniciativa gerará o intercâmbio entre os estudantes e os profissionais das indústrias nacionais e internacionais. Outro objetivo é promover o apoio em diversas áreas de engenharia, infraestrutura e logística.

Descarbonização em 7 setores

No caso dos workshops, Monica explica que as tecnologias do hidrogênio e célula a combustível oferecem uma contribuição única na descarbonização de 7 setores. São eles:

  • Integração e otimização de fontes renováveis de energia em grande escala e a geração de energia descentralizada em setores e regiões;
  • Armazenamento de energia para aumentar a eficiência e o aproveitamento do sistema;
  • Descarbonização do setor industrial gerando energia limpa;
  • Setor residencial descarbonizado, produzindo calor e eletricidade sem emissões;
  • Processo de descarbonização da tubulação de gás natural (de 5 a 20% de hidrogênio pode ser injetado na rede existente sem grandes modificações dependendo do uso final do gás); e
  • Substituição de matérias-primas pelo processo de descarbonização do setor industrial
  • Descarbonização dos transportes com zero de emissão veicular.

” A Transformação Energética – Hidrogênio tem ganhado força mundial nos últimos 2 anos. Hoje o cenário para as tecnologias do hidrogênio é 7 vezes maior. Isso porque o hidrogênio passou a ser visto não mais como um simples combustível veicular, mas sim como um portador de energia e a “A SOLUÇÃO” para a descarbonização da economia mundial”, explica Monica.

Desse modo, para atingir o objetivo no Acordo de Paris, uma quantidade significativa de fontes renováveis de energia precisa ser instalada e integrada. Portanto, os setores que demandam energia, como o transporte e a indústria, precisam ser descarbonizados em grande escala. A meta de redução anual das emissões de CO2 em 60% até 2050

“A BW irá contribuir, sem dúvida, para promover novas iniciativas que irão alavancar a produção e o consumo do hidrogênio no país. O evento acordará esse gigante chamado Brasil, cuja matriz energética é 83% renovável, para o fato de que ele pode se tornar um dos principais fornecedores mundiais de hidrogênio verde em grande escala”, finaliza Monica.

Imagem: Toshiba