Especialistas internacionais e do Brasil estiveram reunidos para tratar de um tema extremamente importante para o meio ambiente: o Waste-to-Energy no contexto da economia circular. O evento online foi organizado pela Associação Brasileira de Recuperação Energética de Resíduos (ABREN) no mês de junho. Mais de 200 pessoas assistiram à transmissão ao vivo.

Yuri Schmitke,  presidente da Abren, ressaltou que os palestrantes fazem parte da diretoria de entidades importantes para o setor. São elas: Global Waste to Energy Research and Technology Council (Global WtERT Council) e European Federation of Waste Management and Environmental Services (FEAD). “Elas são referência internacional na pesquisa e novas tecnologias de Recuperação Energética de Resíduos”, disse.

A ABREN é a representante da Global WtERT no Brasil. E, segundo Schmitke, com o objetivo de mudar esse cenário, a Global WtERT e seus representantes oferecem tecnologias para melhorar a gestão de resíduos.

Na abertura do webinario, Schmitke alertou que a necessidade de destinação adequada dos resíduos é, sem dúvida, uma emergência no mundo todo. “Não apenas o Brasil, mas a maioria dos países do mundo não sabe o que fazer com o lixo. Em muitas cidades, ele se amontoa em aterros controlados ou lixões a céu aberto, apesar de as leis ordenaram o tratamento do lixo e não somente a guarda do lixo”, lamentou. O presidente da Abren defende, desse modo, há mais de cinco anos a produção de energia a partir da parcela não reciclável de resíduos.

De acordo com ele, mais de um bilhão de toneladas de RSU são aterradas a cada ano. “Ademais, quase 80% dos aterros do mundo não estão equipados sequer para capturar gás de aterro ou impermeabilização adequada para proteger as águas superficiais e subterrâneas da contaminação”, resumiu.

Palestras

Além de Schmitke, Rubens Aebi, vice presidente da ABREN WtERT Brasil participou da abertura do evento virtual.

Logo após, o alemão Peter Kurth, presidente da  FEAD ministrou a primeira palestra sobre ‘Os Planos da União Europeia relativos ao Acordo Verde e a Economia Circular’. Em seguida, o tema ‘Importância do WTE para o desenvolvimento sustentável no Brasil’ foi abordado pelo presidente da GWC, Nickolas Themelis. Finalmente, o vice presidente mundial da GWC, o grego Thanos Bourtsalas, falou sobre ‘O papel da WTE no Economia Circular’.

O Waste-to-Energy no contexto da economia circular teve o apoio da BW Expo, Summit e Digital 2020. Schmitke é o curador do Núcleo Temático Waste-to-Energy.

O evento está gravado no YouTube.

Fonte: ABREN